quarta-feira, 23 de maio de 2012

Muito obrigado, Maluly!

Escrevo este texto com o coração apertado e com os olhos cheios de lágrimas. Jorge Maluly Netto foi, sim, um grande político. Foram 13 eleições disputadas e 12 vitórias, totalizando mais de 675 mil votos. Passou também por momentos desgastantes na vida pública, o que acaba sendo normal para quem escolhe seguir este caminho. Mas não quero aqui destacar sua militância política. Escrevo na intenção de enaltecer o ser humano que foi.

Quem me conhece desde pequeno sabe da minha história com ele. Maluly me conheceu quando ainda era prefeito de Araçatuba. Eu era apenas um pivete, de 11 anos, que tinha colocado na cabeça a ideia de ser político. Surpreso com o meu interesse, me convidou para passar um dia com ele no gabinete. Foi uma oportunidade incrível.

Matéria publicada pela Folha da Região do dia que
passei com Maluly na Prefeitura
Felizmente, nosso contato não acabou. Depois daquele dia, nos tornamos grandes amigos. A família Maluly sempre foi muito atenciosa comigo e com meus pais. Era um sentimento verdadeiro, sem nenhum tipo de conchavo. Criamos um vínculo de amizade e respeito muito forte.

O Dr. Jorge sempre acreditou em mim. Apostou no meu talento. Confiou num potencial que ele mesmo vislumbrou. Antes mesmo de começar a faculdade, eu já estava trabalhando na televisão. Me deu a oportunidade de passar uns dias na redação do SBT, que na época ainda era TVI, para ver de perto a rotina do jornalismo diário.
Maluly Netto: recordista de mandatos consecutivos
no Brasil. Foto: Paulo Gonçalves/Folha da Região
Pouco tempo depois, estava eu na faculdade e contratado como estagiário na empresa dele. Não virei político, como acreditava. Mas me tornei um jornalista, disposto a aprender e a ensinar o pouco que sei. Ainda tenho um longo caminho pela frente. Mas se consegui chegar até onde estou hoje, foi graças ao apoio e à confiança de Maluly Netto.

Feliz daqueles que, assim como eu, tiveram a oportunidade de conhecer a grandeza do coração de Maluly. Não se trata de puxa-saquismo ou hipocrisia pós-morte. É que muitos consideram as homenagens póstumas uma verdadeira babaquice. Não no meu caso, que tive a coragem e a oportunidade de dizer tudo isso pessoalmente a ele. Gratidão é um sentimento que, talvez, poucos conheçam. Eu, graças a Deus, sei bem o que é isso e não tenho porque esconder. Muito obrigado, Maluly!  

6 comentários:

Thiago Vasconcelos disse...

Meu irmão...tive a oportunidade de ouvir de você grandes histórias de momentos que passou com o grande mestre Dr. Jorge Maluly Netto! Com certeza além de um homem de garra, tinha um bom coração!
Sua gratidão é admirável, poucas pessoas realmente sabem o que é isso, parabéns por ser esse grande homem meu irmão!
Que Deus conforte o seu coração neste momento tão difícil!
Forte Abraço do seu amigo!

LUCAS MATHEUS disse...

Obrigado pela força, Thiago. Como disse no texto: feliz daqueles que, assim como eu, tiveram a oportunidade de conhecer a grandeza do coração de Maluly. Minha gratidão será eterna! Sem palavras para expressar. Abraço!

Guilherme Modesto disse...

Parabéns, que coisa mais linda, garanto que ele levará isto para a vida inteira. Pois, ele sempre que podia fazer o bem, ele estava lá.
Abraços.

LUCAS MATHEUS disse...

Obrigado pela visita ao blog, Guilherme. Sucesso pra vc! Abraço.

Ana Rosa Batista Barboza disse...

Parabéns Lucas ,vc pd ter certeza k ele esta fazendo festa de la de cima viu...e ele foi sim,mais foi feliz da vd pq ajudou mtas pessoas e uma dessa é vc viu!!!!mto lindo sua palvras e k Deus te de em dobro td de bom k vc faz p alguem e tenha mto sucesso na sua vd!!!Bjs e Abraços...Ana Rosa

LUCAS MATHEUS disse...

Oi Ana! Obrigado pela visita aqui no blog. Tenho muito o que agradecer ao Dr. Jorge. Não tenho nem palavras para expressar. Tenho certeza de que ele está bem agora. Volte sempre. Abraço forte!