domingo, 8 de julho de 2012

A vida como nunca vi!

Impossível não admirar o trabalho dos voluntários que participam da Ecotenda, um projeto social criado há três anos para ajudar famílias carentes de um bairro de Araçatuba. A ideia partiu da professora Clariana Zanutto e conta com o apoio de parceiros de uma igreja da cidade.

Na semana passada, ela esteve no meu programa de rádio para falar do projeto. Ouvindo as histórias, fiquei curioso para conhecer o trabalho. 

Clariana Zanutto no "Galera 104" falando sobre a Ecotenda
Hoje pela manhã estive no bairro Rosele, onde o projeto acontece. Fui acompanhado pela Renata, minha colega de trabalho e voluntária nas atividades.

O projeto é desenvolvido em uma casa alugada pela Ecotenda. O trabalho envolve famílias e crianças que moram no condomínio Vitória, que até pouco tempo atrás era uma favela chamada Beco da Esperança. Quando cheguei, fiquei atento aos detalhes. De longe era possível notar a dificuldade enfrentada por aquelas pessoas.
Projeto é desenvolvido em casa alugada por voluntários
Todos os domingos, os voluntários se revezam para levar às crianças diversas atividades recreativas e de evangelização. Elas são divididas por faixa etária e cada colaborador desenvolve uma ação de acordo com a idade delas. Ali, é possível identificar a realidade de cada criança apenas pelo gesto delas. Pude notar que o trabalho não é fácil.

Atividades de recreação para crianças
Prestei muita atenção no olhar dos pequenos. Vi tristeza, simplicidade, rebeldia, esperança, sonhos... Tudo isso é reflexo de uma realidade que nós sabemos que existe, mas que não está próxima da gente. Aliás, até está. É que não nos importamos com ela e muito menos temos o interesse de conhecê-la.

Renata Dias, voluntária da Ecotenda, com as crianças
Notei que a parte mais esperada por eles é a hora do lanche. Talvez, porque muitos só tomam café da manhã lá. São cerca de 60 crianças atendidas pelo projeto, que precisa muito de novos voluntários. Como se diz por aí, é um trabalho de formiguinha. Os resultados vêm com o tempo. É difícil mudar de uma hora pra a outra o comportamento de uma criança que nem sempre tem bons exemplos no dia a dia.

Em uma das dinâmicas aplicadas, o desafio era escrever uma carta para Deus. Tive a oportunidade ler algumas delas. Fiquei impressionado com a sinceridade daquelas crianças. Elas transferiram para o papel uma mistura de sentimentos. Conversaram com Deus, se declararam a Ele. É certo que o homem lá de cima também leu. Aliás, não só leu, como vai mudar a realidade delas. Não podemos admitir que esses pequenos sejam laçados pela marginalidade e pelo caminho sem volta. Não mesmo!

Crianças reunidas para ouvir a palavra de Deus
No próximo texto, vou contar a história do Seu Sebastião. Ele vive em uma casinha simples ao lado da sede da Ecotenda. Mora em um único cômodo que nem banheiro tem. Aliás, o sonho dele é ter um. Você vai se impressionar. 

Obs.: Parabéns aos voluntários por este trabalho! Obrigado pela receptividade, Renata Dias, e Clariana!

13 comentários:

Thiago Vasconcelos disse...

O trabalho que essas pessoas realizam com certeza é louvável. Não são todos que, em pleno domingo, tem a disposição de sair do conforto das suas casas, e ajudar o próximo levando a palavra de Deus.
Só posso concordar contigo...Deus certamente leu aquelas cartas, e realizará cada sonho dessas crianças! Um trabalho realmente muito bacana!
Agora estou aguardando próximo post...curioso!
Abração!

LUCAS MATHEUS disse...

Com certeza, Thiago. São poucos que se arriscam em nome da transformação. O trabalho da Ecotenda quer justamente isso: transformar a vida dessas crianças. Se tiver interesse em conhecer uma realidade que, certamente, e graças a Deus, você jamais passou, faça uma visita ao pessoal. Garanto que vai se surpreender! Abraços e obrigado pela visita.

Dener Felipe disse...

A professora Clariana e sua equipe estão de parabéns com o projeto. Ideias como estas são aquelas que mudam a vida de qualquer criança, não só delas como de você também Lucas, como a própria postagem sugere. Indiferentemente de várias outras cidades, em Araçatuba há muitas crianças precisando de apoio para ao menos serem felizes na infância. São atitudes como estas que faz das pessoas seres racionais e altruístas. Parabéns à todos!

Dener Felipe disse...

**fazem

LUCAS MATHEUS disse...

Exatamente, Dener! São pessoas que se doam por uma causa maior. Isso é importante. Obrigado pela visita. Volte sempre!

cleberdacruz disse...

Parabéns pelo texto, Lucas!!!
Ficou muito legal!
Você sempre será bem vindo lá!
Abraços!
E parabéns também para todos os voluntários da Ecotenda!

LUCAS MATHEUS disse...

Muito obrigado pela vista, Cléber! Volte sempre que quiser. Abraços!

clariana zanutto disse...

Amei o texto Lucas! Como eu já te disse fiquei impressionado com a sua sensibilidade e atenção aos detalhes! Obrigada e a Ecotenda precisa de você! Abraços!

LUCAS MATHEUS disse...

Clariana, obrigado por me receber tão bem na Ecotenda. Parabéns pelo trabalho da equipe. No que eu puder ajudar, estou a disposição. Abraços!

Renata Dias disse...

Assim que comecei a ler o texto me emocionei, pois as suas palavras traduziram muito bem a realidade vivida por aquelas crianças e, as suas famílias...Só Deus pode transgormar aquelas vidas e nós, somos apenas o instrumentosa do agir do criador. Oramos para que Deus possa levantar outros voluntários capazes de minimizar as dificuldades enfrentadas pelas crianças. Obrigada pela visita. As portas da Ecotenda estarão sempre abertas para você. Como sempre digo e, não me canso de dizer: Luquinha, você é uma gracinha. Deus te abençoe !

LUCAS MATHEUS disse...

Renatinha, muito obrigado por suas palavras. Você, a Clariana, a Simone e todos os que dão sentido à Ecotenda estão de parabéns! Certamente, são pessoas abençoadas cumprindo uma missão. Obrigado pelo carinho e pela receptividade. Boa sorte! Bjs.

maria queiroz disse...

Fico encantada quando leio sobre ações de cidadania e que dá certo e é só corrente do bem.
Parabéns! Lucas, perfeito seu Blog. Abços
http://blogprotetoresindependentes.blogspot.com

LUCAS MATHEUS disse...

Olá, Maria! Muito obrigado por sua visita ao blog. Volte sempre. Está mais do que convidada. Abração!