quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Experiências com a cobertura eleitoral

A política é o caminho para as grandes mudanças
No jornalismo, a cobertura política está entre as minhas preferidas. O tema pode parecer chato, mas é o tipo de assunto que rende boas matérias. A vida da sociedade depende de questões políticas. A fila de espera nos postinhos de saúde, o asfalto deteriorado nas ruas, o transporte coletivo que não passa e o bairro que não tem opção de lazer são problemas que só podem ser solucionados a partir da ação de agentes políticos.

Gosto de fazer matérias que tragam informações úteis à população. Reportagens que vão servir de instrumento para uma transformação. Essa é a essência do jornalismo. E a cobertura política está inserida nisso. O cidadão precisa saber onde está sendo gasto o dinheiro dos impostos e quem são os representantes que votaram pelo reajuste dos próprios salários. A imprensa tem o dever de mostrar.

Com o período eleitoral, os noticiários se enchem de informações voltadas à campanha política. As redações intensificam a cobertura com o objetivo de levar até o eleitor o conteúdo necessário para ajudá-lo a decidir o voto. Os debates entre candidatos são instrumentos importantes neste processo.

Debate entre os candidatos a prefeito de Araçatuba
Pela primeira vez, tive a oportunidade de cobrir esses confrontos. O SBT realizou debates com candidatos a prefeito de São José do Rio Preto, Presidente Prudente e Araçatuba. Ainda existe a possibilidade de mais um programa com os candidatos que disputam a prefeitura de Birigui. Mas isso ainda está sendo acertado.

Cenário do programa SBT Interior Eleições 2012
Durante as transmissões, estive acompanhando os bastidores, o clima de expectativas e os discursos apresentados ao eleitorado. Meu trabalho era sintetizar tudo isso, transformar esses acontecimentos em reportagens para que o telespectador pudesse se interar do assunto. E foi uma experiência fantástica. Participar de um processo tão importante para a democracia aumentou, ainda mais, minha responsabilidade como jornalista.

Cobertura eleitoral: oportunidade de aprendizado!
Parte da turma reunida
E a cobertura não para por aí. Ainda temos até o dia 7 de outubro para continuar levando informações importantes ao eleitor. Sinto-me realizado profissionalmente. Tenho a impressão de que estou cumprindo meu compromisso com a sociedade. Eu, a TV e todos os meus colegas de trabalho. E é isso que vale a pena.

2 comentários:

Thiago Vasconcelos disse...

Feliz por saber que se sente realizado pela cobertura que fez!
Pode ter certeza que não te escolheram para cobrir esse processo tão importante à toa! Realmente as matérias ficaram muito bacanas! Parabéns pelo grande profissional que é!
Abraço!

LUCAS MATHEUS disse...

Obrigado, Thiago. Volte sempre! Abraço.